Thursday, January 31, 2008

Trancafiada.

Quando nos trancamos, privamos os outros de conhecer e de compartilhar qualquer problema... fica tudo estupidamente preso.
Talvez essa seja a unica saida.
Nao sei por quanto tempo eu ainda gostarei dele.
Realmente nao sei.
Não quero nem pensar muito sobre isso... pq isso me levaria a crer naturalmente num final, e definitivamente não é isso que eu quero.
Mas por mais que eu queira mudar tudo isso, meu coração machucado me prende no passado e nao permite que tudo volte ao normal.
Fico presa a pensamentos... não a fatos.
Tudo me machuca.
Talvez nunca mais devesse me entregar.
Minha vida não pode ser junta com alguém.
Nasci para a solidão.
É a única resposta para as questões que me afligem ultimamente.
Eu nao consigo.... simplesmente não consigo ser feliz com alguém e fazer alguém feliz.
Eu me magoo facil... espero mais do que deveria.
Acho que eu tenho que realmente aceitar isso.
Hora de iniciar um novo estilo de vida.
Ruim, porém extremamente necessario.


"Muito pra mim é nada
Tudo pra mim não basta
Eu quero cada gesto
Cada palavra
Cada segundo da sua atenção
Faça isso por mim
Leve a dor pra longe daqui
Estou cansada de ouvir que eu só sei amar errado
Estou cansada de me dividir
No que é certo no amor
Quem é que vai dizer o que falar?
Calar?
Querer?
Eu quero absurdos
Quero amor sem fim
Quero te dizer que
Eu só sei amar assim..."
(Zizi Possi)

Friday, January 04, 2008

por Bernard Gandelman, para Lygia Cruz.

Eu amo essa mulher nao eh soh porque ela eh gostosa, nao eh soh porque ela eh carinhosa, sincera, forte (em tudo o que ela faz e na conviccao que ela tem nas suas crencas e virtudes) e nobre ( nas suas atitudes para ela, para mim, para nos e para com mundo todo). Eu amo essa mulher nao soh porque ela SEMPRE me apoiou- e ate suportou- quando eu mais precisei e exigi, mesmo quando ela mesma nao podia segurar tanto. Eu amo essa mulher nao soh por ela ter reinventado a minha vida e a mim mesmo de uma forma infinitamente superior ao que era antes. Eu amo essa mulher nao soh porque ela me mostrou como um ser humano pode expressar sua dedicacao e bondade sem sentir medo ou receio disso, de peito aberto. Eu amo essa mulher nao soh porque ela me mostrou a vida de casado, em todos os preciosos aspectos caracteristicos dessa forma. Eu amo essa mulher nao soh porque ela desperta meu orgulho- e porque nao vaidade?- de te-la ao meu lado, em todos os sentidos.
Eu amo essa mulher nao soh porque ela inspira a minha admiracao por ela, e -ao contrario do que seria normal- essa admiracao soh aumenta conforme eu conheco os detalhes dela e da vida dela mais minuciosamente. Alias, eu nao amo essa mulher soh porque ela me mostrou que a vida nao tem de ser "normal", ela pode ser muito, muito especial, como a vida que hoje levamos, juntos e felizes. Eu amo essa mulher- e agora que fique bem claro para todas as criaturas que lerem isso- por ser ela, e apenas ela, que desperta o melhor de mim, que me faz ter certeza que eh com ela que eu quero dividir tudo da minha vida, crescendo ao lado dela e, acima de tudo, fazendo-a feliz. Ly, meu amor, eu te amo mais que tudo, e, tenha certeza, sera para sempre, gostosa.

Your Loving Arms - Karen Over-alguma-coisa

Sometimes the way that you act makes me wonder
What I am to you
Sometimes I can't stand the way that I'm acting
To be part of the things you do
Often I've asked you for too much of your time
I've been stealing
And when I dream of the fear that you're leaving
I reach out
Oh baby then you
So many times have I asked you to tell me
That I'm your girl
Time after time I have needed a reason
Just to get inside your world
So many times have I asked you to ask me
How it feels to love
And when its love seems the only conclusion
That I'm guilty of
Oh baby then you
Put your loving arms around me
And you whisper to me when you
Put your loving arms around me
Inside your arms I'm burning
Yeah burning